C-O-M-P-A-R-T-I-L-H-O.

Mais uma vez eu aqui: me sentindo 1 pouco louca, 1 pouco nua, 1 pouco sem cama, 1 pouco sem grito... (precisaria mesmo gritar agora!).

Mas trago boas notícias...
Certa vez, postei sobre “Minhas tristezas de uma vida empurrada” *Quinta-feira, 6 de Agosto de 2009 .
Acontece que, depois de DEZENOVE anos, ele foi em-boa-hora.
E aqui eu confesso,:
quantas vezes eu dormi angustiada e esperei tanto por esse momento que mal consigo acreditar e vivenciar ISSO AQUI, agora e plenamente – medo de que não seja verdade - que a vida pode ter jeito sim e, que eu não tenho mais correntes nos pés.

Pois bem, Quero minha vida agora GRANDIOSA e que a eternidade possa sentir saudades dela.

À todos que torceram por mim,
Obrigada.

Comentários

admiro de mais sua personalidade, o sentir, o pensar ...

Postagens mais visitadas