O amor é o ridículo da vida.

"...Eu protegi o teu nome por amor
Em um codinome, Beija-flor
Não responda nunca, meu amor
Pra qualquer um na rua, Beija-flor
Que só eu que podia
Dentro da tua orelha fria
Dizer segredos de liquidificador...
Você sonhava acordada

Um jeito de não sentir dor
Prendia o choro e aguava o bom do amor
Prendia o choro e aguava o bom do amor..."


(Peça: Eu preciso dizer que te amo - TJA).

Comentários

Postagens mais visitadas