Contos. Da Flor e do Pássaro.

Dos dois.
Nas minhas mãos, tenho uma flor, um pássaro e um laço.
Me sento. Escrevo. Medito.
A flor, o pássaro e o - laço: Às vezes aperto forte. Prendo; + na maioria das vezes, a Flor, - delicada, sabe a medida certa e aplica aquela força de cetim. E se houvessem pedras presas aos meus pezinhos, certamente que tiraria. Só pra assim, facilitar meu vôo.
Como ela é? Ela põe pra mim, comida na janela. Eu gosto da cor dela. “Morena”. E também de seus olhos que o amor achou. E da boca, que quando beija e deixa beijar, m.e s.u.s.p.e.n.d.e n.o a.r. E faz bater as asas lentamente... quase caio. Eu preciso de 15 minutos; Pra depois procurar um lugar onde guardar esse sol, que ela me deu.
Fico olhando a força que aquela Flor tem e não sabe. [...] Então deixo-lhe meu sorriso encantado. E falo baixinho no meu coração:
...“Eu te cuidarei, porque te quero bem”...

Espírito morando dentro desse corpo pequeno, de passarinho.
...
Mas tudo isso, é segredo... viu? ;)

Diana B.

Comentários

Postagens mais visitadas