...eu tive um amor, mas foi a Dor que me ensinou a ser quem sou.

"Nalgum Lugar" - E.E. Cummings

[...] Teu mais ligeiro olhar facilmente me descerra,
embora eu tenha me fechado como dedos, nalgum lugar,
Me abres sempre pétala por pétala,
como a Primavera abre
(tocando sutilemente, misteriosamente)
a sua primeira rosa.


[...]
(Não sei dizer o que há em ti,
que fecha e abre; só uma parte de mim
compreende que a luz dos teus olhos
é mais profunda que todas as rosas)
ninguém, nem mesmo a chuva,
tem mãos tão pequenas.


clipe q a May me mostrou:clique aqui!

Comentários

May Viana disse…
O título do blog é uma facada viu... =/
A gente se recupera dessas coisas.
Diana disse…
Se Deus quiser...

Postagens mais visitadas