NERUDA,

É assim que te quero, amor,
assim, amor, é que eu gosto de ti,
tal como te vestes
e como arranjas
os cabelos
e como
a tua boca sorri
,

ágil como a água
da fonte sobre as pedras puras,
é assim que te quero, amada,
Ao pão não peço que me ensine,
mas antes que não me falte
em cada dia que passa.
Da luz nada sei, nem donde
vem nem para onde vai,
apenas quero que a luz alumie,

e também não peço à noite explicações,
espero-a e envolve-me,
e assim tu pão e luz
e sombra és.
Chegastes à minha vida
com o que trazias,
feita
de luz e pão e sombra, eu te esperava...

Comentários

"Chegastes à minha vida
com o que trazias,
feita
de luz e pão e sombra, eu te esperava..."

A vida encarrega de nos trazer quem verdadeiramente merecemos e quem nos merece....Lindo poema!!!!
Diana disse…
Né?! =)
coisamaislinda;
também acho...

Postagens mais visitadas