Atriz.

"Olha,
Será que ela é moça?
Será que ela é triste?
Será que é o contrário?
Será que é pintura o rosto da atriz?
Se ela dança no sétimo céu
Se ela acredita que é outro país
E se ela só decora o seu papel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Olha,
Será que é de louça?
Será que é de éter?
Será que é loucura?
Será que é cenário a casa da atriz?
Se ela mora num arranha-céu
E se as paredes são feitas de giz
E se ela chora num quarto de hotel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Sim, me leva para sempre Beatriz
Me ensina a não andar com os pés no chão
Para sempre é sempre por um triz
Ah, diz quantos desastres tem na minha mão
Diz se é perigoso a gente ser feliz

Olha,
Será que é uma estrela?
Será que é mentira? [mentira. . mentira. . mentira]
Será que é comédia?
Será que é divina a vida da atriz?
Se ela um dia despencar do céu
E se os pagantes exigirem bis
E se um arcanjo passar o chapéu
E se eu pudesse entrar na sua vida. . ." (Chico B.)

Esse é um diálogo em que eu mesma tô falando pra mim.
Pois bem. Sabe quando você tem aquela impressão danada, aquela impressão "Clarice Lispectoriana" de:
Eu sou um mistério?!. Pois é.
Deve ser esse signo intenso e venenoso. Deve ser a origem do Norte, clima equatorial. Deve ser a muita imaginação, ou meus pensamentos livres e fortes de mulher. Deve ser um brilho ou a sagacidade que a serpente passa pra gente. Ou então deve ser a Lua que tem meu nome. Só sei que temcoisa que pulsa aqui dentro, numa língua própria que nem tod@s entendem. Quando você me vê, não pense que me olha por inteira. Há mais mistérios, caros filósofos...



|Você vê esse meu jeito/ De pessoa liberada/ Mas não sabe que por dentro/ Não é isso, não sou nada... Tenho ares de serpente/ Mas em casos de amor/ Sou pequena, sou carente/ Sou mais frágil que uma flôr..
Eu me pinto e me disfarço/ Companheira do perigo/ Eu me solto em sua festa/ Mas sozinha eu não consigo...
Digo coisas que não faço/ Faço coisas que não digo/ Eu te quero meu amado/ Não te quero meu amigo...
Cada vez! Que eu sinto um beijo seu na minha face, Eu luto prá manter o meu disfarce e não deixar tão claro Que te quero...
Cada vez! Se torna mais difícil o meu teatro, Não dá mais prá fugir do seu contato, Estou apaixonada por você...|

Comentários

Postagens mais visitadas