A mesma.

[Continuo].

O amor chega pra mim, me chama, me tira a roupa e me cala a voz.
Por isso tanto tempo sem falar.
Tô aqui, viu?

Eu retorno não sei por quanto tempo, amor é coisa traiçoeira,
e eu adoro gatos.
Ainda permaneço a mesma com os mesmos defeitos, dramas, exageros e choros,
e sempre serei essa.
Pra quem tem paciência, ei! Ainda estou aqui, neste verso curto:

"Silêncio barulhento,

Visão inquietante,

Escuto a mesma música cem mil vezes,

Tenho coragem pra falar de você,

Ostra fazendo pérola,

Águia renascida, arranco pena a pena, arranco o bico.

Cavalo afastando a terra pra subir.

Prometeu amarrado a uma rocha,

Assim sou eu..

Assim sou eu pra você."

E escuta comigo: Sete dias - R. Campos.

Comentários

Devo confessar q estou com saudades de vc:(

Postagens mais visitadas